As alergias da primavera: como identificar e como se prevenir?

As alergias da primavera: como identificar e como se prevenir?

Alergia é uma reação do organismo após contato com uma substância que considera estranha. Ela é, na realidade, uma resposta anormal e exagerada do sistema imunológico para combater agentes que, para a maioria das pessoas, não indicaria nenhuma ameaça, como é o caso dos ácaros, fundos, picadas de insetos, pelos de animais e, até mesmo, pólen.

Apesar de surgir devido a uma herança genética, a alergia só é desencadeada após exposição a esses fatores ambientais, gerando episódios alérgicos sempre que há contato.

Por que alergias são mais comuns durante a primavera?

A primavera, estação considerada mais bonita do ano, que ocorre quando as árvores começam a florescer intensamente e as paisagens ficam mais floridas e coloridas, pode ser um grande incômodo para quem sofre de alergias respiratórias. Durante essa estação, é mais comum as pessoas sofrerem crises de rinite alérgica, asma e conjuntivite, por exemplo.

Isso acontece especialmente porque nessa época do ano o tempo fica mais seco e a temperatura começa a variar de forma mais constante. Além da falta de umidade do ar, os gases tóxicos e poluentes tendem a se concentrar no ar, uma vez que não conseguem se dispersar na atmosfera. Além disso, a estação é caracterizada pela intensificação da presença de pólens no ar, devido ao início no processo de polinização das plantas.

Os grãos de pólen, que são estruturas masculinas de reprodução, são transportados até as partes femininas das flores pelo ar. Ao respirar esse ar, o pólen entra em contato com a mucosa do nariz e as pessoas que já sofrem com alergia têm reações como tosse constante, garganta seca, irritação dos olhos, coceira no nariz, coriza, espirros e congestão nasal, sem mencionar a queda na imunidade, uma vez que o sistema imunológico está concentrando suas energias em combater a invasão.

O diagnóstico da alergia ao pólen é realizado por meio de um exame de sangue para avaliar a quantidade de IgE específica e outros testes feitos diretamente na pele. A orientação do exame mais adequado deve ser prescrita e acompanhada por um Doutor do Bem 😉

Como se prevenir contra as alergias da primavera

Entretanto, existem algumas medidas eficientes que podem ajudar na prevenção contra a parte incômoda da primavera. Confira nossas dicas do bem:

  • Faça o teste: qual é o seu alérgeno? Poeira, ácaros? Com o teste, você pode identificar o problema e evitá-lo para se prevenir contra as crises.
  • Beba bastante água: o recomendado é ingerir dois litros ao dia. Aproveite e abuse do consumo de sucos naturais e água de coco. A água é grande aliada na fluidificação de todas as secreções do corpo, inclusive as do nariz!
  • Evite o cigarro e a poluição: a fumaça do cigarro (bem como a poluição) prejudica o funcionamento dos cílios nasais, os pequenos pêlos do nariz responsáveis por manter o “salão limpo”. Se eles não funcionam bem, as secreções se acumulam.
  • Mantenha a casa sempre limpa: evite o acúmulo de poeira, mofo e contato com pelos de animais, insetos, ácaros. Lave a roupa de cama semanalmente e use fronhas e capas de colchão antiácaros. Substitua carpetes por outros tipos de piso, elimine os tapetes do quarto e troque cortinas por persianas. Mas não deixe de limpá-las semanalmente!
  • Tape o nariz para cheiros fortes: além de irritar as vias aéreas, podem desencadear crises de asma. Pessoas com quadros mais graves de rinite podem se tornar bastante sensíveis a cheiro forte de perfumes e aromatizantes, por exemplo.
  • Feche as janelas para evitar a entrada dos poléns, especialmente pela manhã, no fim de tarde e quando há vento, períodos em que a dispersão de polén se intensifica;
  • Use óculos de sol: o contato do pólen com os olhos também pode causar alergias. O óculos de sol reduz esse risco!
  • Abuse do soro fisiológico: lavar o nariz com essa solução contribui com a diminuição do incômodo.

Quer ter acesso à solução completa de saúde? Acesse nosso site: www.consultadobem.com.br 😉 

Posts relacionados

Deixe uma resposta