Câncer de próstata: fatores de risco e proteção

cancer-de-prostata

Estamos acostumados a nos preocupar com doenças quando elas já estão presentes na família. Afinal, a genética está aí. Mas, quando falamos de fatores de risco, não falamos apenas de hereditariedade – inclusive, em relação ao câncer de próstata.

Fatores de risco para o câncer de próstata

Falamos de fatores incontroláveis, como o histórico familiar e a idade, mas também controláveis, como o tabagismo e a alimentação.

Diferentemente dos outros tipos de câncer, o câncer de próstata não tem o elemento genético como um fator de risco influente. Na realidade, menos de 10% dos casos apresentam influência hereditária.

No lugar do DNA, entra a idade como principal fator de risco. Isso porque, são muito raros os casos de câncer antes dos 40 anos; e extremamente comuns após os 80 anos. Tanto que, estima-se que metade dos homens a partir desta idade apresentem a doença.

Inclusive, as estatísticas revelam que, quanto mais jovem for o homem, maior a probabilidade de a causa do câncer ser hereditária. Se o câncer surgir antes dos 40 anos de idade, é provável que o homem possua o pai ou um irmão que já apresentou a doença.

Outros fatores de risco têm sido investigados. Mas, assim como a causa da doença ainda é desconhecida, há muita incerteza e necessidade de confirmação sobre os demais fatores, que incluem:

  •          Obesidade;

  •         Tabagismo;

  •         Presença de DSTs (que aumentam o risco de inflamação da próstata);

  •         Consumo excessivo de alimentos ricos em cálcio e gordura, em detrimento de frutas e verduras.

Contudo, apesar de muitas pesquisas estarem sendo desenvolvidas na área, ainda não há estudos conclusivos a respeito desses fatores de risco. Outro ponto importante é: a presença de um ou mais fatores de risco não significa que o paciente irá necessariamente desenvolver a doença.

Como prevenir o câncer de próstata?

O exame preventivo é a melhor opção de proteção contra a doença. Isso porque, o diagnóstico precoce eleva as chances de sucesso no tratamento. Para isso, é recomendado realizar os exames (toque retal e dosagem de uma proteína do sangue – PSA) anualmente a partir dos 40 anos.

Mas atenção! Os casos na família devem ser diagnosticados antes dos 60 anos. Caso contrário, entende-se que o fator de risco seja a idade, não a hereditariedade!

Além disso, é importante seguir as seguintes dicas do bem, que não servem apenas para prevenção do câncer de próstata, mas também para a saúde em geral:

  1.    Consulte seu Doutor regularmente;
  2.    Fique de olho na alimentação para manter uma dieta saudável;
  3.    Pratique atividades físicas regularmente;
  4.    Evite fumar.

Para saber mais, consulte um Urologista do Bem!

Quer ter acesso à solução completa de saúde? Acesse nosso site: www.consultadobem.com.br 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta