Ceratite: inflamação nos olhos

Ceratite: inflamação nos olhos

Como o próprio nome diz, trata-se de uma lesão inflamatória da córnea.

O que é a córnea? Alvo de inúmeras doenças, a córnea é a camada de aspecto transparente que fica na frente do olho, responsável, entre outras funções, pela proteção dos olhos.

A ceratite pode ser não infecciosa (quando originada de uma lesão ou mesmo do uso indevido de colírios), ou infecciosa (quando causada por vírus, bactérias ou vermes, por exemplo). A causa mais comum: o uso de lentes de contato mal higienizadas ou mal conservadas e, consequentemente, infectadas.

Quais os sintomas da ceratite?

É muito comum que a ceratite se apresente como:

  • Vermelhidão nos olhos

  • Dor nos olhos

  • Lágrimas em excesso

  • Sensibilidade à luz (fotofobia)

  • Irritação

  • Visão embaçada

  • Diminuição da visão

Além disso, a doença pode acometer um olho apenas ou ambos, simultaneamente.

Como diagnosticar a ceratite?

Ao perceber qualquer um dos sintomas, é necessário agendar uma consulta com um Oftalmologista do Bem para realização de exames capazes de identificar não apenas a presença da doença como também sua causa.

Entre os testes que poderão ser realizados estão o exame oftalmológico, capaz de determinar seu grau de visão; o exame da lâmpada de fenda, usado para ampliar as estruturas do olho e permitir uma visão mais detalhada; e o teste laboratorial, que consiste na coleta de uma amostra de lágrimas ou de células corneanas para análise em laboratório.

Qual é o tratamento para ceratite?

O sucesso do tratamento da ceratite depende da determinação precisa de sua causa e, de um modo geral, se divide em duas categorias: o tratamento para a ceratite infecciosa e o tratamento para a ceratite não infecciosa.

No caso da ceratite não infecciosa, é muito comum que a doença não exija nenhum tipo de tratamento, podendo se curar sozinha. Quando necessário, contudo, o Doutor poderá prescrever o uso de medicamentos ou tampão de olho até que os sintomas estejam controlados.

Já no caso da ceratite infecciosa, o tratamento varia de acordo com o agente causador da doença. Por exemplo, no caso da ceratite bacteriana, ele pode consistir no uso de colírios antibacterianos ou de antibióticos orais, enquanto no caso de ceratite viral, os colírios antivirais são os indicados. Por isso a importância de consultar um especialista!

É possível perder a visão?

Se a doença for identificada precocemente, ou seja, logo no início, e tratada corretamente, não há chances de perder a visão. Caso contrário, a doença pode, sim, causar diferentes complicações, incluindo a cegueira. São elas: inflamação crônica da córnea, infecções recorrentes, úlceras na córnea e redução da visão (temporária ou permanente).

Como se prevenir e evitar a ceratite?

O segredo para se prevenir contra a ceratite é manter uma boa higiene pessoal, especialmente no que diz respeito aos olhos. Para isso é fundamental:

  1. Lavar bem as mãos antes de tocar nos olhos;
  2. Não levar as mãos aos olhos se estiver com afta ou herpes no corpo.

E, se você fizer uso de lentes de contato, as dicas ficam mais específicas:

  1. Lavar bem as mãos ao tocar nas lentes de contato;
  2. Retirar as lentes antes de dormir;
  3. Trocar as lentes dentro da data de validade;
  4. Não utilizar a solução oftálmica mais de uma vez para limpar as lentes;
  5. Interromper o uso de lentes caso tiver recorrência de ceratite viral.

Quer ter acesso à solução completa de saúde? Acesse nosso site: www.consultadobem.com.br 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta