Como as empresas podem evitar LER e DORT?

Como as empresas podem evitar LER e DORT?

LER e DORT representam um conjunto de doenças que acometem músculos, tendões, articulações, ligamentos, vasos e nervos em trabalhadores dos mais diversos setores no mundo todo! O principal fator de risco para seu desenvolvimento são condições inadequadas do ambiente de trabalho.

Movimentos repetitivos, má postura, condições inapropriadas e estrutura inadequada para o trabalho, baixo condicionamento físico e jornadas excessivas, com horas ininterruptas de repetição de tarefas, estresse e pressão no ambiente ocupacional são os principais aspectos que podem colocar os colaboradores sob o risco de LER e DORT.

Em 2011, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou dados que apontam as LER como principais responsáveis por afastamento do trabalho. Além disso, ainda segundo essa fonte, essas lesões atingem cerca de 100 mil colaboradores por ano só no Brasil.

Por isso, é importante saber como as empresas podem evitar LER e DORT, já que as lesões dessas complicações prejudicam tanto a saúde dos funcionários como o desempenho dos resultados das organizações. Aa empresa oferecer condições adequadas de trabalho, bem como suporte quando necessário – como um benefício que ofereça assistência médica, por exemplo -, para evitar as complicações de LER e DORT.

Como evitar LER e DORT? Qual é o papel da empresa nesse contexto?

Quando o assunto é LER ou DORT, a empresa tem papel essencial na atuação ativa e prática de sua prevenção. É responsabilidade da empresa fornecer um ambiente ocupacional e estrutura de trabalho adequados, de acordo com ações de saúde e segurança do trabalho, para o desenvolvimento de tarefas. Mais além, é importante promover a conscientização dos colaboradores, fornecendo informações e incitando a mudança de hábitos posturais e de estilo de vida.

As primeiras ações podem ser focadas na adaptação do ambiente ocupacional e fornecimento de equipamentos adequados para desenvolvimento de tarefas. Adequar o posto de trabalho do colaborador, considerando seu biotipo e atividades, é fundamental tanto para investir em uma postura mais saudável, quanto para aumentar sua disposição e produtividade. Trata-se da promoção de melhorias ergonômicas, que podem ser realizadas por meio da introdução de cadeiras giratórias com assentos ajustáveis e outros acessórios, como apoio para os pés e para as costas, que auxiliam na adequação da postura.

Além disso, é fundamental investir na obtenção de um clima organizacional saudável. Reduzir o estresse e tensão no ambiente é o primeiro passo para essa mudança, que pode ser conquistada por meio da reestruturação do ritmo de trabalho, isto é, horas trabalhadas e intervalos de descanso, assim como evitar a realização de horas extras.

A empresa pode utilizar datas especiais para promover discussões sobre o assunto. Por exemplo, o dia 28 de fevereiro foi a data escolhida para celebrar o Dia Internacional de Prevenção às Lesões por Esforço Repetitivo. O objetivo é alertar sobre a alta incidência dessas doenças no ambiente de trabalho e convidar tanto empresas quanto colaboradores para uma reflexão sobre o assunto, difundindo conhecimento e promovendo a conscientização sobre o papel de cada um na sua prevenção. Isso pode ser feito por meio de palestras com profissionais da área da saúde, como fisioterapeutas ou médicos, para demonstrar a importância da prevenção e combate às doenças, distribuição de cartilhas nos setores, uso do mural da empresa, envio de emails, entre outras ações. Promover a importância do condicionamento físico adequado e permanente;

Outra ação importante é a introdução da ginástica laboral no ambiente ocupacional. Ela consiste na visita de educadores físicos ou fisioterapeutas no escritório ou fábrica para realização de breves momentos de alongamentos e exercícios físicos. Inicialmente, as visitas podem acontecer duas vezes por semana, número que pode ser reduzido conforme os colaboradores forem aprendendo os movimentos e já possam realizá-los por conta própria.

Todas essas ações são fundamentais para as empresas evitarem LER e DORT, e para demonstrar ao colaborador o senso de urgência e importância dado ao assunto pela organização. Uma vez que os colaboradores percebam isso, torna-se mais fácil conquistá-los como aliados na prevenção e combate às lesões, o que é benéfico para a empresa, mas ainda mais para o colaborador.

O Consulta do Bem neste contexto

Sendo assim, é essencial que o papel da empresa também seja proporcionar benefícios aos seus funcionários. E, pensando nisso, o Consulta do Bem desenvolveu uma tecnologia que apresenta-se como uma solução inovadora às empresas e como um novo benefício de saúde para os funcionários!

Com a assinatura do Consulta do Bem, os funcionários têm fácil acesso a uma ampla rede de serviços de saúde, como exames, medicamentos, consultas, vacinas, pronto-socorro e internação.  De maneira prática e rápida, é possível encontrar um médico, laboratório, farmácia ou hospital disponível próximo à residência ou ao local de trabalho. Os colaboradores que sofrem com Ler e Dort não precisam enfrentar filas e a demora no agendamento de consultas dos planos convencionais, por exemplo. Aqui, esse processo é rápido e o valor das consultas é extremamente econômico.

Quer saber mais sobre como o Consulta do Bem pode ajudar a sua empresa? Acesse nosso site empresas.consultadobem.com.br 😉

Ainda ficou com dúvidas sobre LER e DORT? Leia mais aqui: LER e DORT: principais causas de afastamento do trabalho  

Consulta do Bem Empresas

Posts relacionados

Deixe uma resposta