Como combater o estresse no ambiente de trabalho?

Como combater o estresse no ambiente de trabalho?

Excesso de tarefas, medo da demissão, pressão por metas, conflitos interpessoais e funções desafiadoras são alguns dos diversos motivos que podem gerar estresse no ambiente de trabalho, um dos principais problemas de saúde e qualidade de vida da atualidade.

Além de ser um fator de risco para incontáveis distúrbios de saúde, o estresse é considerado um dos principais problemas na gestão de pessoas, podendo prejudicar não apenas o bem-estar dos colaboradores, como ainda afetar drasticamente os resultados do negócio, reduzindo rendimento e produtividade das equipes.  

O desafio para líderes e gestores de Recursos Humanos é não apenas identificar, mas também combater o problema. Nesse processo, alguns sinais podem ajudar a identificar. São eles: cansaço, apatia, perda de interesse pelo trabalho, ansiedade, falta de concentração, irritabilidade, pessimismo e queda na produtividade.

Embora na maioria dos casos seja difícil eliminar a fonte do estresse, é possível realizar uma gestão eficaz das situações de modo a minimizar seus impactos na rotina corporativa. Inúmeros aspectos do dia a dia de uma empresa podem provocar tanto ansiedade, quanto irritação nos colaboradores. O segredo é identificar esses fatores e aprender a lidar com eles de forma a evitá-los no ambiente corporativo.

Pensando nisso, o Consulta do Bem preparou um manual com 5 dicas do bem que vão ajudar a diminuir o estresse, preservando a saúde dos colaboradores e do negócio. Acompanhe:

1. Entenda a situação: por que há estresse no ambiente de trabalho?

Determinar a causa do estresse pode ser uma tarefa bastante complexa mesmo para o colaborador que sofre com o problema. É preciso dispender tempo e análise para chegar a um diagnóstico correto sobre a situação. A partir da identificação da fonte de estresse, é possível verificar quem possui o controle sobre a situação estressante e traçar um plano de ação para solucionar ou reverter o problema. Por exemplo, se a situação envolver um conflito interpessoal, uma solução pode ser uma mudança de área por parte de um dos profissionais ou uma intervenção da liderança com diálogo e ações para que se torne viável a convivência de uma forma saudável.

2. Incentive a gestão de tempo

O trabalho em si pode ser bastante desgastante e provocar ansiedade, aflição e estresse, comprometendo o clima organizacional, os relacionamentos e a saúde do colaborador. Uma forma de gerenciar essa realidade é focar no planejamento e na gestão de tempo. É fundamental ter em mente as atividades que serão realizadas durante o dia com antecedência, considerando o tempo útil necessário. Dessa forma, mesmo que haja imprevistos, o colaborador estará melhor preparado para lidar com eles sem abrir precedência para o estresse. Do mesmo modo, é fundamental realizar pausas programadas em momentos estratégicos durante o expediente. Tomar um café, ir ao banheiro, ter um tempo para checar as mensagens pessoais é saudável para o colaborador e estimula o relaxamento.

3. Converta o estresse em motivação

O estado de espírito e a forma como as situações são encaradas podem fazer toda a diferença para superar ou ceder ao estresse. Uma mesma situação difícil pode ser vista como estressante ou desafiadora. Dessa forma, trabalhar por estímulo pode ajudar a converter o estresse em motivação. Isso fica muito claro quando, por exemplo, quando a fonte de estresse é o atingimento de uma meta muito elevada ou o colaborador não se considera apto para exercer suas funções. Nesses casos, é preciso trabalhar sobre sua motivação, oferecendo um novo estímulo para ele. É comum ainda que o profissional por conta própria não consiga chegar a uma avaliação racional sobre a situação que está passando, adotando uma postura defensiva frente às dificuldades. Contudo, em muitos casos, uma conversa com o gestor é suficiente para solucionar o problema e devolver a motivação que faltava.

4. Invista em um clima organizacional saudável

Estudos revelam que o relacionamento interpessoal no trabalho é um dos fatores determinantes para o humor e bem-estar das equipes. Investir em um clima organizacional focado no bom relacionamento interpessoal, transparência e comunicação é fundamental para garantir a qualidade de vida dos colaboradores no ambiente corporativo. Para que a ação seja ainda mais efetiva, o primeiro passo é realizar uma pesquisa de clima e detectar, em primeira mão, a opinião, impressões e angústias dos colaboradores e agir diretamente sobre elas.

5. Coloque o assunto em pauta

O estresse e a forma de combatê-lo devem ser assuntos na comunicação interna. A tendência é que o estresse seja intensificado quando o colaborador sente que está sozinho ou não sabe como gerenciá-lo. Dessa forma, uma ação essencial é veicular informações sobre a importância de cultivar relacionamentos e praticar atividades que promovam prazer fora do ambiente de trabalho, dedicar-se à vida pessoal, manter uma dieta balanceada e uma rotina do sono, praticar atividades físicas e, acima de tudo, cuidar da saúde. Profissionais que adotam um estilo de vida saudável são mais resilientes e têm mais facilidade de se recompor de situações ou períodos estressantes sem maiores consequências. Outra dica importante é fomentar a realização de exercícios de relaxamento, respiração e alongamento no ambiente de trabalho. Além de promoverem conforto físico, essas práticas possuem impacto também sobre o âmbito emocional. Convênio com academias, restaurantes com comidas saudáveis entre outras parcerias podem ser bastante eficazes nesse processo.
Quer saber mais sobre como o Consulta do Bem pode ajudar a sua empresa? Acesse nosso site: empresas.consultadobem.com.br 😉 

Posts relacionados

Deixe uma resposta