10 mitos e verdades sobre o câncer de mama

5 mitos e verdades sobre o câncer de mama

Verdade seja dita: o câncer de mama ainda está envolto de muitos mitos que atrapalham tanto o diagnóstico precoce quanto o tratamento. Pensando nisso, o Consulta do Bem resolveu esclarecer 10 mitos e verdades sobre o câncer de mama. Confira: 

1. Homens não podem ter câncer de mama.

Mito. Estima-se que a cada 100 mulheres com câncer de mama, 1 homem apresenta a doença. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), dos 14.388 casos de óbitos devido à doença em 2013, 181 foram homens. Por isso, apesar de raro, o câncer de mama não é uma doença exclusivamente feminina.

2. Sentir um caroço na mama indica presença de câncer de mama.

Mito. Sabe-se que 80% dos nódulos que aparecem na mama são resultado de tumores benignos, isto é, não representam risco, mas ainda sim devem ser observados por um Ginecologista do Bem.

3. Hábitos como dieta balanceada, evitar álcool e controlar o peso são fatores importantes para prevenção do câncer de mama.

Verdade. Segundo o Inca, esses são hábitos saudáveis e fundamentais para prevenção da doença, bem como a prática de exercícios físicos. O álcool e o sobrepeso estão relacionados à proliferação descontrolada das células cancerígenas, enquanto a alimentação saudável pode melhorar a saúde e minimizar as chances de desenvolvimento de doenças crônicas e tumores.

4. Se algum familiar meu teve câncer, eu também vou ter.

Mito. Se existem casos na família, as chances de desenvolver a doença são maiores, mas não são definitivas. Isso porque os fatores de risco envolvem hereditariedade, mas também fatores ambientais. Dessa forma, um parente pode desenvolver a doença devido a fatores externos e hábitos que não necessariamente são os mesmos do resto da família.

5. Não tenho histórico familiar, por isso não terei câncer.

Mito. A hereditariedade não é o único fator de risco, por isso nenhuma mulher está imune à doença. A estimativa é que 1 a cada 12 mulheres irá apresentar um tumor nos seios até os 90 anos.

6. Guardar mágoa pode causar câncer.

Mito. Apesar de o estresse ser um fator de risco para a doença, emoções como a mágoa, a raiva ou até mesmo a tristeza não têm nenhuma relação comprovada com o desenvolvimento de tumores.

7. Próteses de silicone nos seios podem provocar câncer de mama.

Mito. A única relação entre a prótese de silicone e a presença de câncer de mama é que o implante pode aumentar a dificuldade de percepção dos tumores. Contudo, não apresenta riscos para o surgimento dos mesmos

8. Obesidade aumenta os riscos de desenvolver câncer de mama.

Verdade. O sobrepeso é prejudicial porque o tecido gorduroso aumenta os níveis de estrogênio, hormônio diretamente relacionado ao surgimento do tumor.

9. Faço o autoexame, por isso, não preciso ir ao médico.

Mito. O autoexame não é capaz de identificar o câncer em suas fases iniciais, quando há mais chances de cura. Apenas quando o nódulo alcança 1 cm³ ele é percebido no autoexame. Nesse estágio, o tumor já está avançado.

10. Fazer mamografia anualmente é fundamental para detectar tumores.

Verdade. A mamografia é capaz de diagnosticar a doença precocemente. O que a ponta dos dedos não é capaz de perceber, a mamografia detecta com facilidade. O exame deve ser feito a partir dos 40 anos ou, no caso de pessoas com histórico familiar, 10 anos antes da idade considerada de risco, ou seja, a idade que seu parente tinha quando descobriu a doença.

Cuidar da sua saúde é um gesto de amor à vida. Realize seus exames de prevenção e acompanhamento com um Ginecologista do Bem!

Participe da nossa promoção especial de Outubro Rosa. Em conjunto com o Laboratório Femme, oferecemos para nossas assinantes três pacotes com até 65% de desconto em exames específicos pensados no checkup para mulheres! Assine o Consulta do Bem por apenas R$ 9,90 e tenha acesso à solução completa de saúde.

Saiba mais sobre a promoção aqui: PROMOÇÃO OUTUBRO ROSA 😉

Quero realizar os exames na promoçao

Posts relacionados

Deixe uma resposta