Dieta durante a gravidez: o que não pode faltar?

Dieta durante a gravidez: o que não pode faltar?

A gravidez é um período de mudanças. Mudanças no corpo, nos planos e, especialmente, no estilo de vida. A primeira e uma das mais importantes mudanças acontece na dieta, que deverá ser mais saudável e diversa pelo bebê e pela mamãe.

Optar por uma dieta balanceada é um passo fundamental para promover bem-estar e saúde para ambos, mamãe e bebê. Confira o que não pode faltar no prato da futura mamãe e, claro, do bebê.

De olho na dieta

Agora para dois, a alimentação é um elemento chave na gravidez. Embora possa parecer difícil seguir a linha na dieta, com todos os desejos e ansiedade naturais do período, manter uma alimentação saudável durante toda a gravidez é essencial para proteger o crescimento saudável do bebê em cada uma das fases dentro do útero.

Coma pouco, mas muitas vezes ao dia. Isso porque, comer para dois não significa aumentar a quantidade do prato, e sim sua qualidade, uma vez que durante a gravidez, o corpo tende aumentar sua eficiência na absorção de nutrientes e energia dos alimentos. Comer várias vezes ao dia ajuda a evitar o jejum prolongado, hábito que pode causar desconfortos na mamãe além da falta de nutrientes na dieta.

Evite frituras, doces e alimentos gordurosos em geral por sua carência de nutrientes. Substitua os mesmos por alimentos mais saudáveis, e que não podem faltar na dieta, como:

  • Ferro

O ferro é fundamental, inclusive em grande quantidade, no início da gestação para o desenvolvimento do feto, e ainda mais importante conforme a gestação vai chegando ao fim, como forma de prevenir a anemia e gerar energia. As principais fontes desse nutriente são: carnes magras, espinafre e cereais. Aproveite!

  • Ovo

Rico em proteína e vitaminas D e B12, o ovo é um super aliado na gestação. Seu preparo é simples e prático. Só não vale comê-lo cru, devido ao risco de infecções intestinais como a Salmonella, e o ideal é evitar fritá-lo. Além disso, por ser rica em colágeno, a clara ajuda a deixar a pele mais firme e macia, contribuindo com a recuperação da elasticidade pós-parto.

  • Leite e derivados

Leite desnatado, queijo e iogurte são fontes ricas em cálcio, nutriente essencial para o desenvolvimento e manutenção da saúde dos ossos. É fundamental ingerir uma quantidade de leite pelo menos duas vezes ao dia, incluindo queijo ou iogurte em outra refeição para garantir o consumo ideal de cálcio na dieta.

  • Frutas

Ricas em vitaminas, as frutas são parte essencial em toda dieta. O Ministério da Saúde recomenda o consumo de pelo menos três frutas por dia. Além disso, elas também são ricas em fibras, o que contribui com o bom funcionamento do sistema digestório e ajuda a prevenir a constipação.

  • Oleaginosas

Amêndoas, castanha do pará e avelã são exemplos de frutas oleaginosas. Práticas e ricas em diversos nutrientes, como o ômega 3, proteína e gordura, as frutas oleaginosas são alimentos indispensáveis para a saúde do bebê. Além disso, pesquisas recentes apontam que consumi-las durante a gestação diminui a chance de o bebê nascer com alergias, como asma. Não deixe de inclui-las na dieta!

Se você estiver muito ansiosa ou preocupada com a saúde do seu bebê durante a gestação, pense na alimentação como o melhor que você pode fazer pelo seu bebê e alimente-se bem. Essa é uma maneira simples e prática de cuidar da saúde de vocês dois!

Para entender qual é a dieta nutricional ideal para você, seus bebê e suas preferências, você pode conversar com um Nutricionista do Bem. A ideia é manter o prazer de comer sem perder a saúde!

Quer ter acesso à solução completa de saúde? O Consulta do Bem, junto com seus parceiros, oferece diversos pacotes de pré-natal e opções de partos para você – e com preços muuuito econômicos! Acesse: www.consultadobem.com.br 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta