Dor de garganta pode ser Faringite?

Criança com dor de garganta e possibilidade de faringite

Faringite é uma das diversas doenças que podem atingir a garganta, causando dor, incômodo, irritação e coceira. Ela causa uma inflamação na região da faringe, a parte superior da garganta.

Se você está sentindo sua garganta dar sinais de inflamação, este artigo vai te ajudar!

Mas o que é a faringe?

Canal comum do sistema respiratório e do sistema digestivo, a faringe é um órgão tubular que conecta a boca e o nariz ao esôfago e à laringe. Sua função é realizar a circulação tanto de alimentos para o esôfago, quanto de ar para a laringe.

Na faringe estão localizadas diversas células do sistema imunológico que, como uma espécie de filtro, são responsáveis por proteger o organismo contra microorganismos presentes nos alimentos e no ar. Um exemplo desses elementos de filtro são as amígdalas, que estão na linha de frente, combatendo a entrada de germes e bactérias. Contudo, quando a inflamação acomete as amígdalas, tem-se um quadro de amigdalite.

Existem dois tipos de faringite:

Bacteriana: com necessidade de tratamento à base de antibióticos, esse tipo de faringite é mais comumente causado pela bactéria estreptococo do grupo A.

Viral: uma infecção mais simples causada por vírus e com possibilidade de tratamento a partir de cuidados em casa. Esse tipo de faringite costuma desaparecer em cerca de uma semana e surgir a partir de uma infecção por vírus, durante um resfriado ou gripe, devido a presença de DSTs ou AIDs, ou mesmo por fatores externos como poluição, clima seco e alergias.

Como a faringe é uma parte fundamental para a defesa do organismo, quando o sistema imunológico está debilitado, a faringe torna-se vulnerável à entrada desses agressores. A baixa imunidade pode ser provocada por estresse, má alimentação, fadiga ou presença de doenças que afetem o sistema imunológico, como a AIDs, por exemplo.

Além disso, outros fatores podem aumentar o risco de desenvolver a Faringite, tais como:

  • Ser fumante ou estar exposto à fumaça do cigarro;
  • Ser alérgico (a pó, mofo ou pelos de animais, por exemplo);
  • Estar em contato com poluição;
  • Passar muito tempo em ambientes fechados com outras pessoas.

Identificação e diagnóstico da Faringite

É tanto fácil identificar a faringite quanto confundi-la com outras inflamações da garganta

O principal sintoma da faringite tanto viral quanto bacteriana é a dor de garganta. Mas esse sintoma também está presente na laringite e na amigdalite, por exemplo. Por isso, é importante ficar atento!

No caso da faringite, é possível perceber, juntamente com a vermelhidão causada pela inflamação, uma camada coberta por pus ou manchas brancas na garganta, principalmente no caso da faringite bacteriana. Outros sintomas são:

  • Dores fortes e dificuldade ao engolir, falar, respirar e abrir a boca;
  • Febre;
  • Dores na face e no ouvido;
  • Nódulos no pescoço;
  • Rouquidão.

Como identificar a faringite?

Como os sintomas não são exclusivos da faringite, para realizar o diagnóstico, o Doutor poderá realizar os seguintes procedimentos:

  • Exame físico da garganta, ouvidos e vias aéreas;
  • Análise de uma amostra da secreção da garganta para identificação em laboratório se existe bactéria;
  • Hemograma (para identificar se a inflamação é bacteriana ou viral).

A partir do diagnóstico, é fundamental que o tratamento seja seguido corretamente para garantia de recuperação completa. Além disso, algumas dicas do bem podem ser fundamentais durante o processo, tais como:

  • Repousar;
  • Poupar a voz;
  • Beber bastante líquidos;
  • Fazer gargarejos com água e sal;
  • Evitar o ar seco e o cigarro.

A faringite é contagiosa e, portanto, para preveni-la é necessário tomar algumas precauções simples:

  • Mantenha as mãos sempre limpas, com água ou álcool-gel, quando necessário;
  • Evite inalar poeira, poluição ou ar seco;
  • Evite locais muito fechados e aglomerações de pessoas;
  • Não aproxime a boca de bebedouros ou telefones públicos;
  • Evite dividir talheres, copos e outros utensílios.

Para saber mais, o médico responsável por cuidar da Faringite é o Otorrino. Caso queira agendar uma consulta, consulte um Otorrino do Bem! Você pode encontrar um pertinho de você no www.consultadobem.com.br 😉 

Posts relacionados

Deixe uma resposta