Hérnia de Disco: 10 Dicas do Bem para evitar essa doença!

dor-de-hernia-de-disco

Sabe aquela dor insuportável nas costas? Ela pode ter várias causas. Uma delas é a hérnia de disco, uma doença que atinge mais de 2 milhões de brasileiros, principalmente entre os 30 e 50 anos.

Hérnia significa saída através de uma fissura ou orifício; enquanto os discos são as estruturas cartilaginosas presentes entre cada uma das vértebras da coluna vertebral, sendo chamados discos intervertebrais. Como os discos são formados por um núcleo gelatinoso e um anel fibroso, a hérnia de disco acontece quando o líquido presente no núcleo projeta-se para fora do anel fibroso por uma fissura, pressionando os nervos presentes na região.

Mas a pergunta é: como acontece essa fissura?

Verdade seja dita, os discos são nossos amortecedores naturais. Precisamos deles para correr, andar e até mesmo colocar os pés no chão. Isso porque eles são os responsáveis por sustentar o peso do corpo e proteger a coluna dos impactos diários. Para se ter uma ideia, as regiões mais comuns da doença são a lombar e a cervical, por serem áreas mais sobrecarregadas.

A fissura acontece quando o disco se enfraquece, o que pode acontecer com o tempo ou devido ao desgaste pelo uso excessivo, quando o indivíduo costuma carregar muito peso, por exemplo. Apesar de menos comum, acidentes ou lesões também podem causar a doença.

Outro fator importante é a hereditariedade. É extremamente comum que outros parentes apresentem a doença. Além disso, as chances de desenvolver a doença aumentam de acordo com os seguintes fatores de risco:

  • Peso corporal excessivo;
  • Trabalho repetitivo;
  • Prática de exercícios ou atividades que demandem esforço físico excessivo;
  • Sedentarismo.

Sintomas da Hérnia de Disco

O sintoma mais comum da doença é a dor intensa. Além disso, é comum apresentar:

  • Dores nas costas por longos períodos;
  • Dores nos braços (se a hérnia estiver na região cervical da coluna) e nas pernas (se estiver na lombar);
  • Dificuldade de manter-se sentado ou em pé por muito tempo;
  • Formigamento ou dormência;
  • Fraqueza.

Como diagnosticar Hérnia de Disco?

O diagnóstico é clínico, baseado nos sintomas apresentados pelo paciente e no exame físico realizado pelo Doutor durante a consulta para identificar e analisar a região sensível ou dolorida. Além disso, é realizado um exame neurológico capaz de avaliar a força muscular, reflexos e sensibilidade do paciente. Para confirmar o diagnóstico, o Doutor poderá ainda solicitar exames laboratoriais, como Raio-X, tomografia e ressonância magnética para afirmar com precisão o tamanho e localização exata da hérnia.

Tratamento de Hérnia de Disco

Se diagnosticada logo no início, a hérnia de disco costuma ser tratada com facilidade e o paciente é capaz de retomar suas atividades rapidamente. Dessa forma, o tratamento inicial para a doença pode incluir:

  • Repouso;
  • Uso de analgésicos, anti-inflamatórios, relaxantes musculares;
  • Fisioterapia.

No entanto, casos mais graves da doença podem demandar:

  • Injeções de esteroides;
  • Cirurgia.

10 Dicas do Bem para evitar a Hérnia de Disco

Evitar a hérnia de disco significa, na realidade, adotar um estilo de vida mais saudável que, não apenas contribuirá com a prevenção da doença e diminuição de complicações, como também aumentará sua qualidade de vida. Confira:

  1. Mantenha o peso ideal e evite o sobrepeso para não sobrecarregar a coluna;
  2. Evite carregar peso com frequência;
  3. Evite realizar atividades que exijam grande esforço físico, principalmente se envolver a musculatura das costas;
  4. Pratique atividades físicas sob orientação profissional, especialmente na academia, para não provocar lesões na coluna;
  5. Faça alongamento antes de começar qualquer atividade física e ao longo do dia;
  6. Evite posturas inadequadas para não sobrecarregar a coluna;
  7. Procure abaixar corretamente ao pegar objetos no chão. O ideal é abaixar-se totalmente;
  8. Fique atento a dicas de ergonomia e pratique-as em casa e no trabalho;
  9. Não abuse do salto para não cansar a musculatura da lombar;
  10. Evite o cigarro, pois fumar prejudica a nutrição dos discos, enfraquecendo os mesmos.

Para saber mais, consulte um Doutor do Bem!

Posts relacionados

2 Responses

  1. Fátima

    Bom dia…
    Informações preciosas para nós, no entanto tenho muitas dúvidas pois estou com erneas e faço atividades moderadas não sou sedentária e me alimento com orientação da nutricionista .

    1. Oi, Fátima! Há diversos fatores além destes que podem influenciar no aparecimento de hérnias. Entre elas, carregar pesos, má postura da coluna, abaixar-se da forma errada, uso de sapatos com salto em excesso, cansaço da musculatura da lombar e o hábito de fumar. É interessante você consultar um médico para entender qual hábito está relacionado a sua hérnia e como tratá-la. Evite a automedicação! Beijos!

Deixe uma resposta