A importância do exame PSA na prevenção contra o câncer de próstata

A importância do exame PSA na prevenção contra o câncer de próstata

O câncer de próstata

Uma das doenças mais temidas pelos homens, o câncer de próstata, tem solução! Especialmente, se detectado de forma precoce.

Segundo dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer), um a cada 36 homens morrerá de câncer de próstata – doença que representa a segunda principal causa de morte por câncer em homens nos países ocidentais. Além disso, ele não apresenta sintomas nas fases iniciais, tornando quase impossível sua detecção precoce.

Apesar de as estatísticas não serem muito otimistas, é possível reverter essa situação com um teste simples e indolor: o exame PSA. O câncer de próstata, quando detectado com antecedência, tem possibilidade de cura de 85%. A única solução, portanto, é a realização do exame de forma periódica.

O exame PSA

O PSA, sigla para antígeno prostático específico, é uma enzima produzida pela próstata, usada como marcador para a presença de tumores na região. O exame PSA é um dos primeiros e principais exames realizados quando há suspeita de câncer de próstata em homens que não apresentam sintomas ou mesmo que apresentam sintomas associados ao câncer. Trata-se, portanto, de um simples exame de sangue usado para avaliar os níveis de PSA.

Analisando os níveis do PSA

Os níveis de PSA no sangue costumam seguir o padrão:

  • Homens sem suspeita de câncer de próstata: abaixo de 4 nanogramas por mililitro (ng /mL);
  • Homens com suspeita de câncer de próstata: acima de 4 ng/ml, sendo que níveis de PSA entre 4 ng/ml e 10 ng/ml indicam chance de 25% de presença da doença, enquanto níveis acima de 10 ng/ml indicam uma possibilidade superior a 50%.

Além disso, a chance de desenvolvimento de câncer de próstata é proporcional ao aumento do nível do PSA. Entretanto, para que o diagnóstico seja preciso, é necessário realizar a biópsia da próstata, um exame usado para coletar uma amostra de tecido ou células do local para análise em laboratório. Isso porque o câncer pode estar presente mesmo quando o exame PSA apresenta níveis abaixo de 4 ng/ml, como acontece com cerca de 15% dos homens. Nesse caso, o câncer é diagnosticado na biópsia.

Vários fatores deverão ser considerados juntamente com a análise dos resultados do exame PSA, como seu histórico familiar e idade, e serão definitivos na decisão médica de realização da biópsia ou de um novo exame de PSA para acompanhamento.

O exame PSA ainda é utilizado mesmo após o diagnóstico do câncer de próstata. Ele é útil para identificar se a doença está contida apenas na próstata ou disseminada para outras regiões (no caso de apresentar um nível muito elevado), além de representar uma parte essencial do monitoramento durante e mesmo após o tratamento.

Consulte um Urologista para saber mais!

Participe da nossa promoção especial de Novembro Azul. Em conjunto com o Laboratório CRYA, oferecemos para nossos assinantes, sete exames (incluindo o exame de sangue PSA) com até 70% de desconto pensados no checkup do homem! Assine o Consulta do Bem por apenas R$ 19,90 e tenha acesso à solução completa de saúde.

Saiba mais sobre a promoção aqui: PROMOÇÃO NOVEMBRO AZUL 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta