A importância dos benefícios corporativos para atração e retenção de talentos

A importância dos benefícios corporativos para atração e retenção de talentos

A visão limitada de que funcionários são ferramentas de trabalho há tempos foi substituída pela mentalidade de que eles são, na realidade, o recurso mais importante de um negócio. Ao invés de recrutar e selecionar candidatos, empresas estão direcionando seus esforços na atração e retenção de talentos: atividades complexas e comprometidas com a satisfação e desenvolvimento dos colaboradores.

Mas quem são os talentos?

Em um mercado saturado de mão de obra desqualificada, talentos são profissionais que se destacam por sua competência, sendo capazes de entregar resultados reais e agregar valor para o negócio. De modo geral, são profissionais mais produtivos e focados em inovação. Ao mesmo tempo em que estão dispostos a assumir riscos em prol do crescimento da empresa, possuem expectativas elevadas quanto à evolução de sua carreira: querem crescer rapidamente e não costumam trocar de empresas frequentemente, à procura de novos desafios e oportunidades.

O grande desafio das empresas, portanto, é encontrar e, mais além, manter esses profissionais satisfeitos e produtivos na empresa, controlando a taxa de turnover. Afinal, reter um talento custa menos do que contratar outro. Essa estratégia é pensada não apenas pela entrega mais elevada de resultados, mas ainda para evitar custos extras, como as despesas com recrutamento, seleção, contratação e treinamento, sem mencionar a queda na produtividade durante a transição.

E o que esses profissionais procuram? Longe de limitar-se apenas ao salário, é comum que as empresas ofereçam algo a mais na tentativa de fidelizar seus profissionais. Elas fazem isso por meio da elaboração de programas de retenção, gestão do clima organizacional, possibilidade de crescimento e oferta de benefícios corporativos.

Segundo pesquisa da Love Mondays, de todos as vantagens oferecidas para o colaborador, benefícios corporativos é o item mais valorizado pelos profissionais, superando ambiente de trabalho e aprendizado. Eles incluem desde os benefícios obrigatórios como, vale-transporte, FGTS, décimo terceiro salário e férias, até os opcionais, como assistência de saúde, parceria com empresas de serviços e assistência odontológica.

Em uma realidade de mercado competitivo e saturado, com clientes cada vez mais exigentes e produtos com o ciclo de vida mais curto, a gestão desses benefícios apresenta-se como uma vantagem competitiva importante para empresas no objetivo de elevar seus resultados corporativos. Além de atrair e reter bons profissionais, essa gestão fomenta sua satisfação e comprometimento. Profissionais motivados contribuem com o alcance dos objetivos e metas da empresa, atendendo melhor aos clientes, mitigando o número de erros, reduzindo o absenteísmo e aumentando a produtividade.

Portanto, se são benefícios corporativos que os profissionais desejam, benefícios corporativos é o que deverá ser oferecido, Mas não sem uma gestão coerente e adequada.

Quais benefícios corporativos minha empresa pode oferecer?

O passo principal na atração e retenção de seus talentos é o conhecimento de suas reais necessidades e expectativas. A partir dessa informação, é possível desenhar o plano de benefícios ideal e personalizado para cada colaborador. Existe uma vasta gama de opções que podem ser oferecidas, mas é preciso avaliar se o colaborador reconhece valor nos mesmos.

Em uma mesma companhia, existem diversos perfis de profissionais. Alguns são juniors e outros seniores, enquanto uns são solteiros e outros casados. Seus interesses variam de acordo com seus perfis. Por exemplo, a forma como um profissional jovem encara um plano de saúde é diferente de como colaboradores mais antigos podem percebê-lo. Enquanto o profissional junior pode priorizar o plano de carreira, um profissional senior pode valorizar mais um bom seguro de vida. O mesmo acontece com o benefício auxílio-creche e profissionais que possuem ou não filhos pequenos.

Programas de desenvolvimento gerencial, plano de carreira, cursos,  treinamentos, remuneração variável agressiva, como comissão ou participação nos lucros, telefone, carro, plano de saúde, auxílio-creche, vale cultura, vale alimentação, vale refeição, entre muitos outros. As opções de benefícios são inúmeras e é preciso escolher com eficiência para garantir a eficácia da ação. A estratégia, portanto, deve ser ajustar a oferta com a demanda.

Para isso, a primeira etapa deve focar na análise dos benefícios que já são oferecidos. Eles realmente atendem às necessidades dos colaboradores? Qual perfil de colaboradores eles favorecem? Com a lista de todos os benefícios oferecidos em mãos e sua relação com os públicos internos que são favorecidos com cada tipo de vantagem, é possível definir ações estratégicas na escolha de novos benefícios.

Uma boa tática é envolver os colaboradores na escolha dos novos benefícios corporativos. Por meio de um feedback dos profissionais, é possível obter uma avaliação precisa e honesta dos benefícios e seu nível de satisfação. Essa ação pode ser feita de forma quantitativa, por meio da aplicação de um questionário, solicitando a avaliação, em uma escala de 1 a 5, de seu nível de contentamento com cada benefício. Outra forma é a avaliação qualitativa. Nesse caso, como em alguns negócios pode ser inviável perguntar para todos os colaboradores, a opção é selecionar os profissionais mais interessados e participativos nos resultados da empresa e questioná-los individualmente sobre suas avaliações.

Outra forma viável de analisar o sucesso dos benefícios é a definição e acompanhamento de indicadores de desempenho, como a taxa de rotatividade, Retorno sobre Investimento (ROI) e evasão de clientes. Se esses indicadores apresentarem bons desempenhos, estarão refletidos ainda no nível de satisfação, retenção e comprometimento dos profissionais.

Já quando o assunto é atração de talentos, outro ponto fundamental é a comunicação assertiva desses benefícios, seja ela durante o anúncio das vagas ou mesmo depois da contratação. Dessa forma, é fundamental informar por completo os benefícios corporativos nos anúncios de vagas, pois eles podem ser o fator decisivo para atração de talentos.

Além de dicas, o Consulta do Bem pode oferecer a solução ideal em benefícios corporativos para o seu negócio e talentos. Saiba mais e receba uma proposta personalizada!

Quer saber mais sobre como o Consulta do Bem pode ajudar a sua empresa? Acesse empresas.consultadobem.com.br 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta