Principais estilos de liderança organizacional e os tipos de líderes atuais

Principais estilos de liderança organizacional e os tipos de líderes atuais

Toda empresa é composta por recursos financeiros, materiais, lógicos e humanos. Sua competitividade no mercado varia de acordo com a gestão desses diferentes recursos. Por exemplo, uma empresa pode trilhar seu caminho para o sucesso a partir de recursos financeiros iniciais limitados, ou mesmo perder todos os seus recursos apesar de ter começado com um alto investimento inicial. Tudo vai depender dos profissionais que compõem a organização e da administração realizada.

Como o tipo de recurso mais importante, os colaboradores também precisam ser administrados. Assim como uma empresa depende de bons funcionários para que o trabalho seja desenvolvido, esses mesmos funcionários precisam de líderes capazes de conduzi-los a desenvolver o trabalho com foco em resultados reais. Trata-se da administração dos recursos humanos, um papel essencial e realizado por um elemento de extrema importância: a liderança.

O líder dentro do ambiente corporativo não é responsável apenas por distribuir tarefas e cobrar prazos dos colaboradores, ele é capaz de motivar, inspirar e influenciar seus comportamentos, garantindo que os processos e metas sejam realizados de forma eficiente e produtiva. Liderança é a arte de motivar e conduzir pessoas em direção a um objetivo comum, utilizando as melhores habilidades individuais para elevar a capacidade da equipe e alcançar melhores resultados para a empresa.

Pensando nisso, a busca por líderes qualificados somada à urgência em capacitar seus próprios líderes tornou-se uma necessidade básica para empresas. Da mesma forma, profissionais estão cada vez mais conscientes sobre a necessidade de aderir a treinamentos que aprimorem ainda mais os conhecimentos, habilidades e competências que já possuem.

Não é de hoje que o tema liderança e sua importância vem sendo discutido no ambiente organizacional. Existem diversos tipos.de perfis de liderança. Conhecê-los é o primeiro passo para uma gestão estratégica dos recursos humanos, uma vez que eles podem influenciar diretamente no desenvolvimento e comportamento de seus colaboradores e, portanto, nos resultados da empresa.

Cada líder possui uma maneira de conduzir e gerir sua equipe e processos, considerando suas habilidades, competências, experiências e valores. Não existe um perfil melhor que outro, apenas perfis que mais se adequam às necessidades da organização e da equipe.

Administrar pessoas de forma eficaz não é uma tarefa simples. Ela exige resiliência, controle emocional e planejamento estratégico, entre muitas outras competências. Um líder pode ser facilmente identificado por meio da sua equipe e dos seus resultados. Se a liderança for mediana, a equipe de colaboradores terá resultados medianos. Para isso, algumas competências precisam ser desenvolvidas, tais como:

Quais competências um bom líder deve ter?

  • Autoconhecimento

Um bom líder conhece suas competências e, acima de tudo, limitações, sabendo administrar o seu trabalho antes de tudo. Dessa forma, ele é capaz de desenvolver um olhar mais sensível para analisar o trabalho dos demais e saber gerir também suas qualidades e limitações, aprimorando suas habilidades e contribuindo com o desenvolvimento de novas competências na equipe.

  • Transparência

Além de compartilhar informações sobre as decisões tomadas para a equipe, um bom líder é reconhecido por suas habilidades na comunicação clara e assertiva, preocupando-se com o bem-estar e inclusão dos colaboradores de sua equipe.

  • Atitude empreendedora

Além de ter visão de futuro, saber reconhecer oportunidades e assumir riscos calculados visando o crescimento da empresa, um bom líder é capaz de inspirar seus colaboradores a exercerem suas funções sentindo-se parte fundamental dos resultados da empresa. Comprometidos, engajados e motivados.

Principais tipos e estilos de liderança

Conheça os perfis de liderança atuais e entenda melhor sobre os estilos de liderança:

1. Liberal

Como o próprio nome sugere, esse tipo de liderança promove um certo grau de liberdade para os colaboradores desenvolverem seu trabalho de forma mais autônoma e livre. Sob essa estão, os profissionais podem tomar suas próprias decisões e exercer suas funções conforme seu próprio planejamento.

Por ser liberal, esse modelo pode motivar mais os colaboradores, melhorando sua produtividade e resultados. Por outro lado, o efeito pode ser contrário em colaboradores que não saibam lidar com a autonomia ou precisem de um acompanhamento mais próximo em seu trabalho.

2. Autoritária

Com uma liderança baseada no poder, focada nos processos e com reduzida competência para lidar com pessoas, o líder autoritário costuma ser mais conhecido como um chefe do que um líder propriamente, apresentando um perfil dominador e sendo temido pela equipe (o que talvez seja a principal motivação para realização do trabalho).

A liderança autoritária costuma priorizar apenas a execução e o cumprimento das tarefas, seguindo as regras e normas regidas pela empresa. Além disso, também pode ser conhecida como liderança autocrática, uma vez que a participação de colaboradores nas decisões é restrita, isto é, o planejamento e execução do trabalho leva em consideração somente as opiniões do líder, sendo feito de forma individual e imposto para o resto da equipe, o que pode resultar em desmotivação e quedas na produtividade por parte dos colaboradores.

Esse é um dos tipos mais comuns de liderança nas empresas atuais.

3. Democrática

A liderança democrática é baseada na preocupação equilibrada entre o trabalho e a equipe. Para isso, o líder se preocupa em encorajar a participação de todos não apenas na execução das funções, como também no planejamento e decisões. Com todos os colaboradores compartilhando a tomada de decisões, a liderança democrática promove um ambiente aberto, de inclusão, aceitação de novas ideias e desenvolvimento de discussões visando construir um aperfeiçoamento das atividades e da organização como um todo.

Dessa forma, o colaborador se sente parte da equipe, é possível criar laços de relacionamento mais vantajosos para o trabalho e a comunicação interna torna-se mais efetiva.

4. Motivacional

Como o próprio nome diz, a liderança motivacional busca a motivação dos colaboradores. O líder motivador atua sobre o emocional de sua equipe e, ao motivá-los, consegue promover maior engajamento, comprometimento e performance de seus colaboradores, extraindo seu potencial. Seu papel é especialmente reconhecido em momentos de crise, quando sua habilidade é destacada por ser capaz de contagiar equipes e unir pessoas segundo um mesmo objetivo.

5. Líder Coach

Com uma liderança baseada nos princípios do Coaching, o Líder Coach exerce sua liderança utilizando técnicas e ferramentas do Coaching. É empreendedor, inovador e inspirador, sendo seguido por ser visto como referência do que é “certo”. Seu foco é seu desenvolvimento pessoal, bem como o de sua equipe, motivando e engajando a todos continuamente por meio de feedbacks construtivos, favorecendo os relacionamentos harmoniosos entre os colaboradores e estimulando o aprimoramento das habilidades e competências de seus colaboradore.

Dessa forma, ele promove automotivação, desenvolve o planejamento e propicia visão sistêmica, desenvolvendo a equipe e aumentando os resultados da empresa.

6. Visionária

Esse tipo de liderança reconhece a importância dos colaboradores para o alcance de resultados excelentes e tem como foco sua motivação constante. É exercido por líderes empreendedores, com disposição a correr riscos, senso de oportunidade e capazes de analisar comportamentos humanos. Sua principal vantagem é a capacidade engajar e comprometer colaboradores, enxergando possibilidades de crescimento e alcance de resultados.

Profissionais assim são difíceis de encontrar. Mas, quando na liderança, podem fazer grande diferença no crescimento da equipe por sua visão de negócio e habilidade com pessoas.

7. Situacional

A liderança situacional é realizada por líderes com a habilidade de se adaptar frente a diferentes situações. O líder enxerga que não existe um tipo de liderança adequado e ideal para todos os momentos. Por isso, combina seu estilo, a maturidade do liderado e a situação encontrada para, pontualmente, promover o melhor tipo de liderança. Dessa forma, ele pode escolher entre os tipos de liderança de acordo com a tarefa, o perfil dos colaboradores e demais condições associadas.

Essa liderança exige um grau de flexibilidade e experiência altos por parte do líder e, por ser focada em resultados, gera bons retornos para a empresa.

8. Técnica

Respeitado por seu domínio técnico-científico, esse líder é tem a oportunidade de tomar decisões e é obedecido por contar com a confiança de sua equipe. Ele representa um modelo a ser seguido, devido a seu histórico de bons resultados alcançados.

São diversos os tipos de liderança identificados. Contudo, independente do estilo de cada um, quando o assunto é mundo corporativo, o líder precisa ter em mente que a administração de recursos humanos envolve não apenas suas próprias aptidões e as metas da empresa, mas também as necessidades individuais de cada colaborador. Na prática, líderes capazes de trazer bons resultados acabam por adotar mais de um dos estilos apresentados, tendo a habilidade de escolher a melhor opção segundo cada demanda. Dessa forma, é possível engajar a cada um e conduzir toda a equipe a um objetivo comum.

Quer saber mais sobre como o Consulta do Bem pode ajudar a sua empresa? Acesse nosso site: empresas.consultadobem.com.br 😉

Deixe uma resposta