Quais métodos contraceptivos você conhece?

métodos-contraceptivos

Métodos contraceptivos são alternativas utilizadas para evitar a gravidez indesejada. É necessário lembrar que contracepção não é o mesmo que prevenção contra DSTs, por isso não são todos os métodos que podem evitá-las.

Entenda melhor sobre cada um dos principais métodos contraceptivos utilizados!

Preservativos

Também conhecido como camisinha, esse é o único método que também protege contra doenças sexualmente transmissíveis, por isso é o mais indicado e eficaz. Os preservativos são encontrados facilmente e com um preço acessível em farmácias e mercados. Além disso, são distribuídos gratuitamente nos postos de saúde e em diversos outros locais.

Existem na versão masculina e feminina. A diferença entre as duas é o uso do preservativo feminino é interno e deve ser colocado antes do ato sexual, enquanto a camisinha masculina fica externa e deve ser colocada na hora da relação.

Pílula Anticoncepcional

As pílulas são medicamentos de uso oral diário. Existem diferentes tipos de pílulas, que devem ser prescritas por um Ginecologista para cada caso específico.

Pílula Combinada Hormonal: As pílulas combinadas são medicamentos que contém os hormônios estrogênio e progestina. A combinação desses dois hormônios a partir do uso da pílula impede que os ovários liberem óvulos, evitando a fecundação.

Pílula de Progestágeno: Essas pílulas contém apenas um tipo de hormônio, a progestina, e agem impedindo que os espermatozoides cheguem aos óvulos.

Dispositivo Intrauterino – DIU

O DIU é um dispositivo pequeno em formato de T colocado dentro do útero por um ginecologista. Sua função é liberar substâncias que impedem que os espermatozoides fertilizem os óvulos. Existem dois tipos de DIU:

DIU de Progesterona: Libera uma pequena quantidade de hormônios no útero, que impedem a fecundação dos óvulos. Esse tipo de DIU dura de 3 a 6 anos.

DIU de Cobre: Esse tipo de DIU, ao invés de liberar hormônios para impedir a fecundação, libera uma pequena quantidade de cobre no útero. Além de durar até 12 anos, o DIU de cobre pode ser utilizado como método contraceptivo de emergência, podendo ser colocado até 5 dias após o ato sexual sem proteção.

Injeção Anticoncepcional

A injeção é a aplicação de uma dose do hormônio progestina, que atua impedindo a liberação de óvulos pelos ovários. Cada aplicação dura por 3 meses e não pode ser feita em casa, apenas por um profissional da saúde autorizado.

Adesivo Anticoncepcional

O adesivo é aplicado na pele e assim como a injeção, também libera hormônios que impedem a liberação de óvulos pelos ovários. É fácil de utilizar e deve ser trocado apenas uma vez por semana.

Diafragma

O diafragma é um copinho de silicone em forma de cúpula que deve ser inserido na vagina algumas horas antes do ato sexual. Ele deve ser utilizado com espermicida, substância que mata os espermatozoides, impedindo que eles cheguem ao óvulo. É possível colocá-lo até 18 horas antes do ato sexual e é necessário esperar 6 horas após o ato para retirá-lo.

 

Lembre-se sempre que o único método contraceptivo que previne DSTs é o preservativo, portanto seu uso é indispensável.

O meio mais seguro para escolher qual método contraceptivo é o mais adequado para você é consultando um médico! Para tirar suas dúvidas, consulte um Ginecologista do Bem :)

 

Posts relacionados

2 Responses

Deixe uma resposta