Depressão: Conheça os principais sintomas!

depressao

Muitas pessoas falam que a depressão é a doença do século. Nada injustificável, já que muitos sofrem com seus sintomas e alguns nem ao menos sabem contra o quê estão lutando. Entretanto, a melhor maneira de remediar seus efeitos é a partir do conhecimento do que se tem e o tratamento correto, visto que se não for tratada com cuidado, a depressão pode se agravar e tomar proporções ainda maiores.

Veja, a seguir, o que é a depressão e quais são os seus sintomas!

O que é depressão, afinal?

A depressão é uma doença causada por um desequilíbrio químico, podendo gerar muitos sintomas psicológicos e físicos. Embora tenha ganhado os noticiários nos últimos anos, é um distúrbio existente há muito tempo. No sentido de ser uma patologia, ela normalmente vem acompanhada de tristeza, pessimismo acima da média e baixa autoestima, o que pode ocorrer isoladamente ou combinados. Para isso, o acompanhamento de um profissional especializado é muito importante para obter o tratamento ideal.

Existem algumas evidências que comprovam que a pessoa com depressão sofre algumas alterações químicas no cérebro, principalmente relacionado aos neurotransmissores. Nesses casos, a serotonina e a noradrenalina, que são as substâncias que transmitem os impulsos nervosos, ficam com sua função comprometido e em níveis muito baixos.

Quais são os principais sintomas?

Cansaço ou fadiga

As pessoas com depressão costumam reclamar bastante de cansaço, mesmo quando têm um dia sem muitos compromissos. Isso acontece porque o desequilíbrio na produção desses neurotransmissores causa fraqueza, cansaço e falta de ânimo.

Dificuldades no sono

Dormir demais para fugir da realidade ou não conseguir pregar o olho por conta da ansiedade – esses extremos são outros sintomas comuns. Os dois casos são marcados por uma noite de sono ruim e o cansaço para enfrentar o novo dia.

Angústia e tristeza

Esse talvez seja o sintoma mais comum e que traz mais reclamações: a pessoa deprimida tem uma rotina marcada pela angústia, dificuldade em sentir prazer e alegria em coisas que gostava de fazer, falta de motivação, ideias de culpa sobre si mesma. Tudo isso acompanhado a um sentimento de medo, desesperança e vazio. Motivos de sobra para ter uma vida atordoada, não é?

Sem sensação de sentido na vida

As pessoas com esse quadro também acham que são inúteis e não veem tanto sentido na vida, pois não vivenciam grandes realizações. A verdade é que a pessoa começa a distorcer algumas coisas, principalmente pela deficiência nos neurotransmissores. Se não for tratada, essa sensação pode se agravar e a pessoa começa a desejar morrer ou até tentar suicídio.

Imunidade baixa

Como a pessoa não está bem física e mentalmente, acaba ficando mais prostrada e isso pode interferir na imunidade. Os hormônios são liberados de maneira descompensada e começam a afetar as células de defesa.

Além disso, a pessoa toma menos cuidado com a saúde, podendo explorar a má alimentação, sedentarismo e até a ingestão de álcool e outras drogas. Tudo isso afeta a sua imunidade, deixando a pessoa mais vulnerável à doenças virais como herpes e gripe, por exemplo.

Mudanças no apetite

Falta de vontade de comer ou vontade excessiva também pode ser um sintoma. A pessoa pode descontar a ansiedade na comida ou ainda estar tão deprimida a ponto de não conseguir comer, emagrecendo muito.

Agora que você já sabe quais são os principais sintomas da depressão, identificou alguns deles ou conhece alguém nesse quadro? Não deixe de marcar uma Consulta com um Psicólogo do Bem agora mesmo (para mais informações, basta clicar aqui). Cuidando uns dos outros e também de nós mesmos, conseguimos viver melhor!

marcar uma consulta

Posts relacionados

Deixe uma resposta