Os 10 sintomas de gravidez mais comuns

Os 10 sinais iniciais e sintomas de gravidez mais comuns

Você sabia que alguns sintomas de gravidez podem ser confundidos com a TPM e surgir antes mesmo do atraso da menstruação? E mais, pequenos sangramentos, naturais do primeiro trimestre de gestação, podem parecer a própria menstruação.

Estar atenta ao sinais do corpo e perceber a gravidez no primeiro trimestre é fundamental para a realização do pré-natal. Se você está tentando engravidar ou quer entender mais sobre os primeiros sintomas de uma gestação, conheça os 10 sinais mais comuns do início da gravidez.

Quais são os sintomas de gravidez?

1. Cólica, inchaço abdominal e sangramentos

Um dos primeiros sinais da gravidez é o inchaço abdominal. Ele surge devido às alterações presentes na região pélvica, em consequência do aumento do fluxo de sangue na região e da própria adaptação ao crescimento uterino uma vez o óvulo é fecundado. Além disso, como forma de preservar o embrião, há uma alteração na produção hormonal feminina. Todas essas mudanças podem provocar, além do inchaço, um desconforto abdominal ou uma cólica com intensidade fraca ou média, além de pequenos sangramentos, com menor intensidade do que a menstruação. Enquanto para algumas mulheres esses sintomas podem passar despercebidos, outras podem confundi-los com a menstruação.

2. Corrimento rosado

A pigmentação rosada é resultado da presença de vestígios de sangue na secreção vaginal e pode ocorrer em diversas situações, como no início, durante e após a gestação (no pós parto), após a relação sexual ou mesmo antes ou depois da menstruação. Ele pode ser um sinal de gravidez quando surge fora da data de menstruação. Neste caso, ele é causado pela entrada do espermatozóide no óvulo, quando o óvulo é fecundado e se transporta até o útero. O corrimento, portanto, pode surgir poucos minutos após a relação sexual ou em até 3 dias depois do contato íntimo.

3. Aumento da frequência urinária

Outro sintoma extremamente comum, o aumento da frequência urinária na gravidez se deve à elevação nos níveis do hormônio progesterona que, em conjunto com o útero, causa uma pressão sobre os intestinos e a bexiga, aumentando a vontade de urinar.

4. Constipação intestinal

Um dos impactos causados pela elevação dos níveis de progesterona é o afrouxamento dos tecidos do corpo da mulher, um fenômeno fundamental para facilitar a expansão do útero com o crescimento do feto. Como essa expansão reduz a capacidade de contração intestinal, esse processo prejudica o funcionamento do intestino, dificultando o trânsito intestinal.

5. Mamas sensíveis e inchadas

Com uma atuação mais intensa dos hormônios estimulando as glândulas mamárias para o amamentamento, é comum que os seios fiquem mais inchados e sensíveis nas duas primeiras semanas de gravidez. Os mamilos podem passar pelo mesmo processo e ainda apresentar a aréola mais escurecida, devido ao aumento de fluxo sanguíneo na região.

6. Piora ou surgimento de cravos e espinhas

Outro sinal provocado pelas alterações hormonais da gestação é o aumento da oleosidade da pele, que dá origem a um quadro de acnes, cravos e espinhas a partir das primeiras semanas de gravidez. Uma consulta com um Dermato do Bem pode ser necessária para controlar a oleosidade da pele.

7. Enjoos e vômitos

Um dos sintomas de gravidez mais famosos são os enjoos e náuseas. Eles ocorrem, especialmente no período da manhã, como resultado da produção mais elevada de hormônio Beta HCG ao acordar. É comum que o sintoma surja após a 6ª semana de gestação e permaneça ao longo de toda a gravidez.

8. Sonolência e cansaço anormal

Logo nas primeiras semanas de gestação, a mulher pode começar a sentir um sono fora do padrão e um cansaço anormal. Isso acontece por causa da queda da pressão arterial e da redução da glicose no sangue. A sonolência é um sinal típico da gravidez. A mulher passa a sentir mais cansaço e um sono excessivo por causa das alterações hormonais, mas tendem a diminuir a partir da 20ª semana de gestação.

9. Alteração no olfato e paladar

Vontade de comer alimentos específicos ou intolerância a determinados cheiros são sinais comuns de gestação. No início da gravidez, a mulher pode apresentar um sintoma típico: a aversão a cheiros fortes, como o da gasolina, cigarro, produtos de limpeza e até mesmo perfumes. Esse incômodo pode levá-la a vomitar e sentir mal-estar.

10. Variações de humor

Semelhantes ao período da TPM, os sinais da variação de humor surgem nas duas primeiras semanas de gravidez. A mulher se revela mais sensível do que o normal, com as emoções mais aguçadas, crises de choro e variações de humor, sem causa aparente. Isso acontece também devido às alterações hormonais.

Quando fazer o teste de gravidez?

Logo na primeira semana de atraso menstrual, a mulher já pode recorrer ao teste de gravidez comercializado em farmácias. Se o resultado der negativo mesmo após 5 dias de atraso, é recomendado consultar um Ginecologista do Bem para realização de um exame de sangue para diagnosticar a gravidez. O exame consiste na análise da quantidade do Beta HCG, um hormônio produzido durante a gestação. Além de indicar se a mulher está grávida, o exame é capaz de indicar o tempo de gestação. Se o exame de sangue continuar negativo após 10 dias de atraso, o Ginecologista do Bem será capaz de investigar o motivo do atraso da menstruação.

E se o teste de gravidez for positivo?

Se o teste der positivo, é essencial agendar uma consulta com um Ginecologista ou um Obstetra do Bem para realizar o exame de sangue e comparar os resultados. Uma vez confirmado o resultado positivo, é hora de começar os preparativos para o pré-natal e a chegada do bebê. Quanto antes a futura mamãe descobrir a gestação, melhor será para sua saúde e para a saúde do bebê!

Quer ter acesso à solução completa de saúde? Acesse nosso site: www.consultadobem.com.br 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta