Vasectomia: as 10 dúvidas mais comuns sobre o procedimento!

Vasectomia: as 10 dúvidas mais comuns sobre o procedimento!

Se você precisa de uma prevenção permanente contra a gravidez, a vasectomia pode ser a solução.

Recomendada para homens que já tiveram filhos, a vasectomia é um procedimento cirúrgico simples que consiste no corte nos canais deferentes, canais que conduzem os espermatozoides dos testículos até o pênis. O resultado: os espermatozoides ficam bloqueados durante a ejaculação, impossibilitados de serem transportados para fora do órgão masculino e, consequentemente, causar gravidez.

A vasectomia altera a ejaculação?

O esperma (sêmen) é um líquido que, além de conter espermatozoides, é rico em outros fluidos produzidos nos testículos e na vesícula seminal com o objetivo de facilitar a mobilidade dos espermatozoides até o óvulo. Diferente dos espermatozóides, esses fluidos podem deixar o corpo masculino após a vasectomia, pois são transportados por outros canais. Portanto, o homem continua ejaculando normalmente, mas sem espermatozóides. Isso significa que, apesar de o homem continuar ejaculando, não há risco de gravidez, pois o esperma só pode causar gravidez se contiver espermatozoides.

Mas não se preocupe. A vasectomia não altera a ejaculação e o esperma continua com a mesma aparência e quantidade. A única alteração está na ausência de espermatozoides mesmo. Durante a ejaculação, os espermatozóides são mantidos nos testículos e, posteriormente, absorvidos pelo corpo.

A vasectomia afeta o orgasmo ou o prazer?

Como a vasectomia não causa nenhuma alteração no pênis ou em suas habilidades sensoriais, a vasectomia não altera em nada o orgasmo ou a sensação de prazer sexual, muito menos a produção de testosterona.

Em quanto tempo a cirurgia começa a fazer efeito?

A partir de 3 meses depois da gestação para toda a vida. Isso porque, apesar de o bloqueio dos espermatozóides dos testículos para o pênis ser imediato após a cirurgia, ainda podem restar espermatozóides nos canais, sendo eliminados totalmente apenas depois de 20 ejaculações em média. A recomendação é utilizar outro método conceptivo nesse período por garantia.

Como é a cirurgia da vasectomia?

A cirurgia é muito prática e rápida: com duração aproximada de 20 minutos, ela pode ser realizada no próprio consultório de um Urologista do Bem e o paciente já volta para casa no mesmo dia.

Como é o pós-operatório da vasectomia? É doloroso?

O pós-operatório geralmente é sem complicações. Contudo, como é realizado um corte nos canais deferentes, há risco de inflamação e consequente sensibilidade nos testículos, causando uma sensação de dor ao sentar ou caminhar nos primeiros dias. A dor tende a diminuir depois do segundo ou terceiro dia e o paciente já pode voltar a realizar todas as atividades normalmente.

Quanto tempo é necessário esperar para voltar a ter relação sexual depois da cirurgia de vasectomia?

Para garantir a cicatrização adequada da cirurgia, é importante que haja um resguardo de uma semana. Portanto, relações sexuais são permitidas apenas depois de sete dias (e com proteção nos primeiros 3 meses, não se esqueça!).

Existe risco de impotência após vasectomia?

A cirurgia não é feita no pênis, e sim nos canais deferentes. Isso significa que ela não altera fisicamente a habilidade de homem apresentar ereções. O risco está relacionado a um aspecto psicológico, isto é, a cirurgia pode provocar ansiedade no paciente, dificultando a ereção especialmente nos primeiros dias, em que a região ainda pode estar dolorosa.-

A vasectomia protege contra DSTs?

Não! A resposta é absolutamente não. Embora ela seja um método contraceptivo supereficiente contra a gravidez, ainda será necessário usar camisinha para proteção contra doenças sexualmente transmissíveis, como AIDs, HPV e gonorreia.

E se eu mudar de ideia depois da cirurgia de vasectomia?

É possível reverter a vasectomia por meio da religação dos canais deferentes. Mas isso não significa dizer que o paciente voltará a ter filhos. Isso porque, com o tempo, o corpo vai deixando de produzir espermatozóides para começar a produzir anticorpos capazes de eliminar os espermatozoides do organismo.

Dessa forma, quanto mais tempo se espera para reverter a cirurgia, maiores as chances de impotência. E, mesmo que o corpo do homem volte a produzir espermatozoides após a reversão, não é possível garantir que eles serão férteis.

Onde é possível fazer a vasectomia?

Tanto o SUS quanto consultórios particulares oferecem a cirurgia. Para realizá-la gratuitamente pelo SUS, é preciso ter idade superior a 35 anos e, pelo menos, dois filhos. Para realizá-la na rede particular, o preço pode variar de acordo com a clínica e o Doutor. Você pode acessar o Consulta do Bem e pesquisar mais sobre consultórios e valores.

Agora que você já entende melhor sobre a vasectomia, antes de tomar uma decisão, tire um tempo para refletir sobre ela antes de realizá-la e converse com seu parceiro. Essa é a parte mais importante! E, se quiser saber mais, converse com um Urologista do Bem.

Quer ter acesso à solução completa de saúde? Acese nosso site: www.consultadobem.com.br 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta