Você sabe o que é refluxo?

Você sabe o que é refluxo?

Sabe quando parece que você comeu uma quantidade tão grande de comida que é possível sentir um leve gosto de acidez voltando do estômago? Sabe como isso acontece?

A boca e o estômago são conectados por um tubo de aproximadamente 40 cm de comprimento chamado esôfago. Ele é uma espécie de cano oco por meio do qual os alimentos são transportados da boca até o estômago.

Separando o esôfago do estômago existe uma espécie de válvula, chamada de esfíncter esofágico inferior (EEI). Trata-se de uma estrutura muscular em formato de anel que funciona como uma porta, permitindo a entrada de alimentos no estômago e se fechando logo em seguida para impedir o retorno dos mesmos para o esôfago, mesmo na posição deitada ou de ponta cabeça.

Portanto, o EEI isola o esôfago do estômago como um canal de mão única, permitindo a passagem de alimentos apenas do esôfago para o estômago.

Embora esse mecanismo seja muito eficiente, em algumas situações acontece de os alimentos refluírem para o esôfago e voltarem para a boca, causando uma leve sensação de acidez, especialmente após a ingestão de grandes quantidades de alimentos. Isso acontece porque o estômago é dilatado, aumentando a pressão em seu interior, por exemplo.

O que é o refluxo

O refluxo, ou doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), é uma doença digestiva na qual os ácidos presentes no estômago retornam pelo esôfago ao invés de continuar pelo fluxo natural da digestão, causando lesões no órgão.

O refluxo pode ser silencioso

Como o esôfago é um canal relativamente longo, nem todo refluxo chega até a boca e, portanto, é notado. Algumas vezes ele afeta apenas o esôfago, causando uma sensação de azia ou nem isso. E é aí que mora o perigo!

Diferente do estômago, que é recoberto por uma mucosa altamente resistente a acidez do suco gástrico, os tecidos do esôfago não estão despreparados para lidar com a extrema acidez comum dentro do órgão vizinho. Dessa forma, sempre que os alimentos retornam do estômago, ele sofre com a invasão, ocasionando irritação em suas paredes.

Sintomas do refluxo

Embora silencioso em alguns casos, o refluxo apresenta sinais e sintomas. São eles:

  • Azia;

  • Sensação de queimação na região;

  • Regurgitação com gosto ácido e azedo.

  • Dor no peito;

  • Tosse seca;

  • Rouquidão;

  • Dor de garganta sem sinal aparente;

  • Saliva em excesso.

Diagnóstico e tratamento de refluxo

O diagnóstico é feito por meio da descrição dos sintomas e resultado de exames, como endoscopia (exame em que o endoscópio é introduzido pelo canal digestivo para verificar a presença de possíveis anomalias), raio-x ou medição da acidez do esôfago.

Uma vez diagnosticada a doença, é preciso iniciar o tratamento o mais rápido possível para evitar complicações, como ulcerações e esôfago de Barrett (quando a agressão às células do esôfago se torna crônica e faz com que elas passem a apresentar características de células intestinais, desenvolvendo maior predisposição ao câncer).

O tratamento vai depender da gravidade do refluxo e pode incluir desde o uso de antiácidos até a intervenção cirúrgica.

Dicas para evitar refluxo

Seja qual for o grau da doença, no entanto, a recomendação é uma transformação nos hábitos de vida e alimentação. Confira:

  1. Eleve a cabeceira da cama em uns 20 cm, uma vez que ao deitar o suco gástrico pode retornar ao esôfago com mais facilidade em pessoas que apresentam refluxo;
  2. Deitar apenas 2 horas após as refeições;
  3. Comer em menores quantidades e evitar ingerir muita comida em uma mesma refeição;
  4. Evitar a ingestão de líquidos que estimulem o refluxo, como o álcool, refrigerante, sucos cítricos e molho de tomate.
  5. Excluir a pimenta e o chocolate da dieta, pois são alimentos que também contribuem com o refluxo.
  6. Não fumar, pois o cigarro ajuda no relaxamento do EEI e, consequentemente, no retorno da acidez do estômago para o esôfago;

Quer ter acesso à solução completa de saúde? Acesse: www.consultadobem.com.br 😉

Posts relacionados

Deixe uma resposta